Centro Universitário FAG

Fazenda Escola: colheita do trigo Atobá rende 4 mil quilos por hectare

Parceria entre o Centro FAG e a Embrapa gera oportunidade de aprendizado para os acadêmicos de Agronomia

17/00/2020


A Fazenda Escola colheu cerca de 4 mil quilos por hectare do trigo Atobá, cultivar desenvolvido pela Embrapa e testado pela FAG. O material, que é relativamente novo está no segundo ano de comercialização e apresenta vantagens, como a capacidade de germinar menos na espiga, quando comparado a concorrentes, e estabilidade desde o plantio até a colheita. Serão colhidas ainda mais duas variedades de trigo.

O gerente da fazenda, Helmuth Bleil Junior, explica que apesar de todas as adversidades climáticas, principalmente os 34 dias sem chuva durante fases importantes do desenvolvimento da planta, que é a floração e o enchimentos dos grãos,  o trigo ainda está mantendo a produtividade alta. "Esse trigo é um material muito bom para a colheita, porque apesar de termos ventos fortes, se manteve em pé. A máquina colhe com facilidade, até com a plataforma um pouco mais alta. Há menos massa de palha para ir para dentro da colheitadeira, com isso desgastando menos a máquina", diz. 

Helmuth acrescenta que o objetivo é buscar um material que tenha um custo menor de implantação, mas com alta produtividade, pontos disponíveis na cultivar de trigo Atobá. A colheita é acompanhada pelos estagiários do curso de Agronomia, o gerente da fazenda coloca que são turmas que se alternam, cada uma acompanhando um momento da produção. "Todo o dia a dia é passado para os estagiários, eles têm a oportunidade de vivenciar todas as práticas que ocorrem na Fazenda Escola".

Quem também esteve presente na colheita é o engenheiro agrônomo José Rafael Azambuja da Embrapa, que conta com mais de 50 anos de experiência na área. "O que estamos percebendo pelo que está sendo entregue na cooperativa, por meio dos resultados, são PHs de 82, até 85, isso é um bom resultado para este ano, que confirma que o material é do grupo melhorador para a indústria", avalia. 

Azambuja comenta sobre a interferência do tempo no produção. "Dá a impressão de que a geada pegou apenas em alguns pontos de baixada muito grande onde os raios de Sol não chegaram nas primeiras horas do dia, chegando após 10h, 11h da manhã. Alguma coisa prejudicou, mas foi pouco". Para ele o maior impacto foi o déficit hídrico, ou seja, a redução das chuvas na região. "Houve diminuição dos grãos e o volume de trigo por espiga ficou abaixo do esperado, tanto é que essa cultivar dá a possibilidade de colher até cinco mil quilos por hectare e aqui foram quatro mil quilos". 

Reportagem e fotos: Silvio Matos, acadêmico do 8º período de Jornalismo.  


1603488397.jpeg
Acadêmica de Medicina publica artigo em revista científica conceituada
23

2020 Cascavel
1603487432.jpg
Curso de Psicologia oferece terapia online em grupo para os acadêmicos do Centro FAG
23

2020 Cascavel
1603477217.png
NAP oferece o curso de Importação Eletrônica na Prática
23

2020 Cascavel
1603405547.jpg
Enade: Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia e Nutrição conquistam nota 4
22

2020 Cascavel
1603403420.jpeg
ECCI: Eduardo Bueno reflete sobre a construção do amanhã com base na história
22

2020 Cascavel
1603387168.jpeg
FAG Toledo: Agronegócio recebe nova 5 no ENADE
22

2020 Toledo
1603387080.jpg
FAG Toledo: Vídeos do Encitec devem ser acessados via Youtube
22

2020 Toledo
1603309785.jpeg
Enfermagem: NAP oferta aperfeiçoamento em Curativos Especiais
21

2020 Cascavel
1603310585.jpeg
Docente e acadêmica de Psicologia participam de encontro online com professores do Colégio Interlagos
21

2020 Cascavel
1603305653.jpg
Acadêmico de Ciências Contábeis é ganhador do Trote Solidário da FAG Toledo
21

2020 Toledo
1603304717.jpg
Vestibular FAG 2021: Fotografia é conceito 5 na avaliação do MEC
21

2020 Cascavel
1603303330.jpeg
Uso de tecnologias na educação vai nortear debates no Encitec da FAG Toledo
21

2020 Toledo