Centro Universitário FAG

FAG: Egressa de Engenharia Civil usa bactérias para fechar fissuras em concreto

Aditivo deve estar no mercado em aproximadamente um ano

08/03/2021


O curso de Engenharia Civil do Centro Universitário FAG completa 20 anos de história, formando profissionais inovadores e engajados com o desenvolvimento sustentável. Prova disso são as pesquisas realizadas nesse âmbito, que começam na graduação e que repercutem na área científica.

Em 2014, Nicole Schwantes apresentou como TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) o artigo "Bioconcreto: Análise da Resistência e do Fechamento de Fissuras em Concreto com Adição da Bactéria Bacillus Subtilis", publicada pela revista científica colombiana, Dyna. "No TCC eu adicionei uma bactéria no concreto para avaliar o fechamento de fissuras e a resistência à compressão. Na época não havia nenhuma pesquisa no Brasil sendo desenvolvida nessa área e foi um grande desafio", relembra  a engenheira civil. 

A ideia de estudar o bioconcreto partiu de uma publicação encontrada aleatoriamente em um busca no Google com as palavras "inovações na construção civil". "Foi aí que me deparei com uma entrevista de um pesquisador holandês que falava sobre o Bioconcreto, ou concreto biológico. Eu lembro que quando eu li aquela entrevista de uma página, achei o tema muito inovador e fui atrás de mais referências. De início, tive muita dificuldade, pois o assunto estava começando a ser estudado internacionalmente e eu não possuía muito conhecimento da parte biológica".

Curiosa para verificar se as bactérias teriam mesmo esse poder, ela contou com auxílio dos professores do Centro FAG para concretizar a pesquisa. A orientadora foi a professora Maria Vânia Nogueira do Nascimento Peres; e o coorientador, o professor do curso de Ciências Biológicas, Thomas Fruet. "Agradeço imensamente à professora Vânia, que topou rapidamente o desafio, ao professor Thomas, que foi fundamental para que eu conseguisse realizar o experimento, pela sua formação em Biologia e a sua paciência para me ensinar sobre bactérias, e a FAG pelo incentivo financeiro para a compra da bactéria, através do intermédio da coordenadora de curso, Débora Felten e a então coordenadora da COOPEX (Coordenação de Pesquisa e Extensão), Aline Gurgacz Ferreira Meneghel (atualmente pró-reitora de ensino, pesquisa, extensão e pós-graduação)". 

Segundo Nicole, as bactérias são adicionadas aos materiais cimentícios para o fechamento de fissuras. Esse fechamento é possível devido a precipitação de cristais que as bactérias produzem. "A adição de bactérias em concretos e argamassas, por ser um material biológico, não polui o meio ambiente. Além disso, as bactérias utilizadas não causam nenhum tipo de doença ou risco à saúde das pessoas".

As fissuras são uma das manifestações patológicas mais frequentes nas obras de construção civil e mesmo que não apresentem um risco estrutural, Nicole observa que diminuem a confiabilidade quanto a estabilidade da edificação, causam um dano estético e diminuem a durabilidade e vida útil da estrutura. "Devem ser reparadas o quanto antes para que não resultem em outras manifestações patológicas. Entretanto, os produtos existentes no mercado para a correção destas fissuras muitas vezes são onerosos e necessitam de mão de obra especializada para a sua aplicação. Com o uso das bactérias em concretos e argamassas, quando uma fissura se abrir esses microrganismos irão atuar no fechamento, sem que nada precise ser realizado. Desta forma, a necessidade de manutenção é diminuída e a vida útil das estruturas é aumentada".

A pesquisa que se iniciou na FAG, abriu portas para o mestrado na UEL (Universidade Estadual de Londrina) e agora para o doutorado na mesma instituição. Devido ao seu potencial de inovação, a pesquisa no doutorado recebeu um fomento do Governo do Estado do Paraná, a partir da Fundação Araucária, pelo edital Sinapse da Inovação. No momento, o grupo de pesquisa está produzindo um aditivo à base de bactérias para o fechamento de fissuras em concretos e argamassas, chamado Cicacon (Cica de cicatrização e Con de concreto). "Eu e mais dois sócios abrimos uma empresa para o desenvolvimento do Cicacon, a CimeBio. Mas estamos na fase inicial, fazendo mais alguns testes antes de comercializar. O preço será mais acessível que os métodos tradicionais e poderá ser aplicado com borrifador, sem necessidade de contratar mão de obra. Já para misturar o aditivo no concreto, precisará ter acompanhamento de profissional", adianta.

A bactéria usada no TCC e no mestrado é de uso comercial, adquirida no  Instituto Biológico de São Paulo, isolada em folhas de uma plantação de arroz. Já no doutorado, foi realizada uma parceria com o departamento de Microbiologia da UEL  e da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará, onde pesquisadores  isolaram bactérias de uma caverna da região amazônica, as quais foram estudadas por Nicole. "Em testes preliminares, as bactérias da caverna precipitam cinco vezes mais cristais do que a que eu tinha usado anteriormente. Acreditamos que essa característica esteja relacionada com as formações cristalinas nas cavernas, pois as estalactites e estalagmites são de carbonato de cálcio e o cristal que fecha a fissura nos materiais cimentícios é o próprio carbonato de cálcio".

Exemplo

"Me enche de orgulho saber que pude fazer parte dessa trajetória no período da graduação. Nicole sempre foi uma excelente aluna, muito tranquila, estudiosa e dedicada em todas as atividades que desenvolvia. Ela é um exemplo de como persistir e nunca desistir diante dos obstáculos. Só desejo cada vez mais sucesso na sua vida profissional", declara a professora Maria Vânia. 

Débora Felten, coordenadora do curso, recebe com muito orgulho as notícias sobre os avanços de Nicole na pesquisa. "É o resultado do nosso trabalho como professores. Nossos egressos nos enchem de orgulho seja na atuação no mercado de trabalho, seja na pesquisa científica. É enaltecedor termos feito parte disso tudo". 




pedagogia.jpg
Pedagogia lança e-book com foco na formação docente e pedagogias do futuro
14
Maio
2021 Cascavel
1621027896.jpg
Presidente da DEMCA ministra aula sobre diretrizes da espiritualidade em cardiologia na prática clínica
14
Maio
2021 Cascavel
1621023330.jpeg
Arquiteta e Urbanista pesquisa sobre Urbanismo de Gênero em mestrado na UFPR
14
Maio
2021 Cascavel
1621014811.jpg
Colégio Estadual Padre Carmelo recebe ação da Psicologia FAG
14
Maio
2021 Cascavel
1620939612.jpg
FAG Toledo oferta curso para solução de problemas financeiros
13
Maio
2021 Toledo
1620938981.jpg
FAG Toledo: Palestra vai abordar o uso de tecnologias digitais na Educação
13
Maio
2021 Toledo
1620938308.jpeg
Reitor do Centro FAG e presidente da Coopavel motivam líderes
13
Maio
2021 Cascavel
1620935519.jpg
Supreme Bartender é excelente opção para apaixonados por coquetelaria
13
Maio
2021 Cascavel
Uniacesso-materia.jpg
Nutrição, Fisioterapia e Enfermagem agora também no período matutino
13
Maio
2021 Cascavel
1620928015.jpg
Atenção Enfermeiros! Especialização em Urgência e Emergência está com vagas abertas
13
Maio
2021 Cascavel
1620923943.jpg
FAG Toledo recebe primeiras doações do Trote Solidário
13
Maio
2021 Toledo
wil11.jpg
FAG Toledo: Acadêmico de Publicidade ministra aulas de desenho pela internet
13
Maio
2021 Toledo

Este site coleta dados para melhorar a sua experiência com os nossos serviços. Assim, para que fique ciente de todas as informações que coletamos e para quais finalidades, sugerimos que conheça a nossa POLÍTICA DE PRIVACIDADE. Ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.

OK