Centro Universitário FAG

Já pensou Cascavel ter um Mercado Público? Arquitetura FAG sim!

Professor Moacir Dalmina propôs a ideia na disciplina de Arquitetura e Paisagismo: Grandes Vãos. Acadêmicos desenvolveram projetos

18/06/2021


Uma demanda antiga da cidade de Cascavel foi colocada em pauta pelo professor Moacir José Dalmina Júnior na disciplina de "Arquitetura e Paisagismo: Grandes Vãos" do 7º período do curso de Arquitetura do Centro Universitário FAG. O Mercado Público foi pensado por 25 duplas (20 do noturno e 5 do integral), que ousaram nas ideias, apresentando projetos com conceitos inovadores.

No conteúdo programado pelo docente e que a disciplina exige, os estudantes precisam trabalhar com estruturas que vençam grandes vãos, deste modo então, segundo o professor Moacir, foi pensado no mercado por ser uma necessidade para o município, por não ter um espaço adequado e também por ser um projeto que envolve toda a comunidade regional.

"É um projeto destinado a sociedade em geral, para ter a inserção com o entorno, tendo uma interação com a paisagem urbana e o objetivo é fazer os alunos se voltarem para uma arquitetura para a sociedade, entender a localização do entorno, uma arquitetura que demanda todo o município e também as cidades próximas, que se torne um ícone para a cidade, que marca a paisagem, uma obra que seja símbolo para o local", diz o docente.

Moacir ainda coloca, que o objetivo é fazer com que os alunos entendam essas questões, da interação da arquitetura com o entorno, da arquitetura como um elemento transformador para a cidade e também entender as estruturas mais complexas que vençam vãos maiores.


Projetos

O terreno escolhido para a instalação, de forma fictícia, do Mercado Público é o lote nº 0001, quadra nº 490. O local fica na Avenida Assunção (frente - oeste) com Rua Paraguai (atrás - leste), Rua Curitiba (lateral - sul) e Rua Belo Horizonte (lateral - norte), próximo ao Terminal Rodoviário. A região foi usada como referência em razão do grande fluxo, sendo local de passagem de cidadãos de vários bairros de Cascavel. Todos os projetos propostos contemplam acessibilidade.


Brasilidade 

Ao todo foram apresentados 25 projetos, aqui vamos explorar cinco ideias, a primeira é o Mercado Público das acadêmicas Lanna Caroline Dias e Luana Samara Cabrera, que moldaram o projeto a partir do conceito Brasilidade. Segundo elas, a proposta foi inspirada nas características naturais do país, pela diversidade brasileira, focado na arquitetura moderna, representados por grandes beirais, pilotis, uso do concreto, vidro e madeira. 

"O projeto foi desenvolvido com o objetivo das pessoas sentirem várias sensações no local, assim foi proposto caminhos direcionados por rampas e degraus para o desfrute de percepções sensoriais: no sentido da visão por meio das cores neutras e integração com o entorno, o tato pela textura dos materiais como corda de sisal, concreto e madeira, o auditivo uso de pé-direitos altos e espelhos d'água, o olfato pelos cheiros dos produtos oferecidos e o paladar pela possibilidade de desfrutar das opções gastronômicas", explica Luana.


Referência norte-americana

Já os alunos Alexandre Kuhn e Gustavo Libardoni tentaram utilizar um estilo novo para a cidade, usando como referência os modelos de marketplace dos Estados Unidos, que apresentam uma circulação aberta na frente com estacionamentos. "A amplitude do projeto só foi possível pelo método de estrutura que escolhemos, a viga vierendeel. O desafio e foco do projeto foi fazer ele abraçar e ter vista para todas as vias, principalmente para a Avenida Assunção, por isso foi proposto um bloco flutuante que aponta para a avenida", diz Alexandre.


Valorização da estética e funcionalidade

A dupla formada pelo Gustavo Henrique Stresser da Silva e Samara Momo Lamp afirma que o mercado tem como premissa atender as necessidades da população de Cascavel e região, assim aprimorando a economia da cidade, além da valorização cultural e de lazer para o município. "Neste projeto decidimos não modificar o terreno e adaptar o mercado a sua topografia, criando assim dois blocos, com espaços amplos e flexíveis", esclarece Gustavo.

"O complexo apresenta uma área de convívio de uso 24h, como uma praça, e uma espécie de rua que atravessa a quadra sentindo norte - sul, facilitando a circulação e acessibilidade. Trabalhamos com formas curvas para valorizar a estética do edifício e a funcionalidade, dessa forma, alcançamos uma estrutura convidativa para toda população se sentir à vontade em utilizar dos espaços que a obra oferece", explica.


Modernidade 

Os irmãos Lucas e Thaísa Ditzel Gaspar apostaram em uma linha projetual com o objetivo de trazer à população diversas possibilidades de uso para um mesmo espaço. Conforme Lucas, seria oferecer um local de uso comum mesmo para aqueles que não tenham intenção de comprar e usufruir das demais infraestruturas, de modo que este se torne uma consequência do próprio uso.

"A praça central surge como meio para convidar os pedestres a interagir com a edificação. Criando a possibilidade de apenas transitar por ela, ou interagir com espaços pensados para oferecer espetáculos culturais, além de todo mobiliário urbano que também está disponível para o uso de possíveis clientes do mercado, lojas, café, alimentação e outras possibilidades", Lucas defende a ideia.

O estudante comenta que ele e sua irmã pensaram em valorizar o terreno com a menor intervenção possível, o que permitiu que uma via passasse por baixo da edificação, além de estruturas metálicas e lajes protendidas que possibilitaram tecnicamente que esse espaço fosse passível de uso. "O edifício expressa toda a modernidade dessas técnicas e matérias como vidro, aço e madeira, mas também faz menção às origens históricas da arquitetura de Cascavel, através do grande bloco maciço em uma de suas fachadas", completa.


Arquitetura Inteligente

O projeto dos acadêmicos Diele Borba e Vitor de Angelis foi pensado com o conceito de arquitetura inteligente bioclimática e sustentável, por meio de amplas aberturas sofisticadas no pátio central, dinamizando com a composição de todo o espaço, criando ambientes agradáveis, iluminados e funcionais para as atividades diárias. 

"Por se tratar de um local de consumo e vendas dos mais variados tipos de mantimentos, foi usado bastante vidro que remete transparência, transmitindo clareza ao público, além de dar sensações visuais de amplitude e luminosidade, brilho e reflexão. As formas geométricas ajudam a criar um aspecto visual sofisticado a quem vê de fora e de dentro, junto dos brises de madeira remetendo à natureza, ao que é natural e fresco", defende a ideia o estudante Vitor.

"O vidro é um material tecnológico e combina com variadas texturas. Quando bem pensado e com vegetação, madeira, (espelho d'água), que são elementos do paisagismo, tornam um ambiente aconchegante. Quando usado em conjunto aos vãos nos dão sensação agradável de tranquilidade, liberdade, leveza, tornam-se assim, elementos de boa conciliação", completa a explicação.


Cascavel deve ter um Mercado Público, defende acadêmica 

Luana Samara Cabrera afirma que pelo fato de Cascavel ser referência no desenvolvimento e crescimento "o Mercado Público iria contribuir de forma cultural e econômica para o município, sendo um ponto de encontro para a comunidade de interação social", acrescenta.

1627500807.jpeg
Escrita Acadêmica - TCC e Artigo Científico
28
Julho
2021 Cascavel
1627498401.jpg
Design de Interiores recebe a egressa Isadora Heloise do Estúdio Forma
28
Julho
2021 Cascavel
1627492782.jpeg
Alunos de Ciências Biológicas analisam microfauna local
28
Julho
2021 Cascavel
1627492741.jpeg
NOTA DE FALECIMENTO
28
Julho
2021 Cascavel
1627418052.jpeg
Centro FAG continua com apoio à campanha de vacinação contra a gripe
27
Julho
2021 Cascavel
1627411760.jpeg
Visita técnica mostra na prática como são usadas fôrmas de isopor na construção civil
27
Julho
2021 Cascavel
1627411357.jpg
Alfaces de excelente qualidade criam belos tapetes na Fazenda Escola
27
Julho
2021 Cascavel
1627405694.jpg
NAP: Aperfeiçoamento em Produção de Aves
27
Julho
2021 Cascavel
1627396718.jpg
FAG Toledo realiza recepção especial no retorno das aulas presenciais
27
Julho
2021 Toledo
1627344392.jpg
#DiasMelhores: FAG retorna 100% presencial
26
Julho
2021 Cascavel
20210726_153025.jpg
Presidente do CREA/PR se reúne com cursos de Engenharia da FAG
26
Julho
2021 Cascavel
1627320025.jpg
FAG forma veterinários, psicólogos, enfermeiros e agrônomos
26
Julho
2021 Cascavel

Este site coleta dados para melhorar a sua experiência com os nossos serviços. Assim, para que fique ciente de todas as informações que coletamos e para quais finalidades, sugerimos que conheça a nossa POLÍTICA DE PRIVACIDADE. Ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.

OK