Centro Universitário FAG

Jean é o primeiro haitiano graduado pelo Centro FAG

Aos 37 anos ele se formou em Letras e agora quer a cidadania brasileira para poder ser professor na rede pública

03/01/2020


Jean Renald Charlotin chegou ao Brasil em 2013. Seu pai e irmãos escolheram viver na França, já ele preferiu terras brasileiras. "No Haiti, na nossa educação básica, estudamos a história do Brasil, de como o país se tornou independente de Portugal. Além disso, o futebol brasileiro é uma das nossas grandes paixões. Muitos haitianos sonham em conhecer o Brasil".

Já no Brasil, o jovem que falava inglês e francês, teve algumas dificuldades como a tradução dos documentos de imigração para conseguir trabalho e poder dar sequência aos estudos. Preferiu então cursar novamente o ensino médio pelo Ceebeja (Centro Estadual de Educação Básica de Jovens Adultos), experiência que oportunizou o conhecimento sobre a educação pública brasileira. Em quatro meses no Brasil, Jean já se comunicava em português. 

Escolheu o Centro FAG para estudar Letras. "No ensino médio brasileiro eu me apaixonei pela literatura brasileira. Gosto de ler, escrever, de opinar e tudo isso eu encontro no curso de Letras." Jean conta que agora tenta tirar a cidadania para, enfim, poder atingir o seu objetivo de trabalhar como professor no estado. "Quero ser professor de Português e Inglês, e aplicar uma metodologia com meus alunos para que eles sejam capazes de se expressar na língua inglesa. Também sonho em ter uma escola de idiomas".

No Brasil o haitiano tem um projeto voluntário de aulas de francês para crianças, que são atendidas pela Cáritas Arquidiocesana de Cascavel. Também leciona a sua língua nativa em uma escola de idiomas da cidade, além de trabalhar em uma cooperativa agroindustrial.

Saudades da sua terra natal ele tem, mas confessa que não deixa mais o Brasil. "Penso em voltar para o Haiti para visitar. O Brasil é a minha segunda terra e eu amo viver aqui".

A imigração haitiana

O Haiti é considerado o país mais pobre das américas e que é abalado por crises econômicas, políticas e sociais. O cenário foi agravado por um terremoto que devastou o país em 2010 e pelas consequências do furacão Matthew em 2016, e mais recente os protestos na capital Porto Príncipe, em 2019. 

O Brasil lidera desde 2004 a Missão da ONU para estabilização do haiti, a convivência com os militares de boinas azuis levou ao estreitamento das relações entre brasileiros e haitianos. Muitos escolhem o Brasil para oportunidades de trabalho, alavancadas em 2014 pela preparação estrutural para sediar a Copa do Mundo. 


1582323687.JPG
Semana de volta às aulas foi de acolhimento aos calouros
21
Fevereiro
2020 Cascavel
1582235197.jpg
FAG Toledo: Arrecadação do Trote Solidário garantiu a compra de sete cadeiras de rodas
20
Fevereiro
2020 Toledo
1582232862.jpg
FAG Toledo confirma nova turma da Pós em Gerenciamento de Indústrias
20
Fevereiro
2020 Toledo
1582231771.jpg
Alunos de Pedagogia recepcionam o novo coordenador do curso na FAG Toledo
20
Fevereiro
2020 Toledo
1582162176.JPG
Pro Active: Novos ambientes de estudo são inaugurados no Centro FAG
20
Fevereiro
2020 Cascavel
1582145726.JPG
Pós em Saúde Estética realiza módulo sobre laserterapia
19
Fevereiro
2020 Cascavel
1582075987.JPG
Volta às aulas: Ritmo intenso de atividades marcam retorno dos acadêmicos ao Centro FAG
19
Fevereiro
2020 Cascavel
1582062250.jpg
Alunos de Direito são recebidos com exposição de artistas mulheres na FAG Toledo
18
Fevereiro
2020 Toledo
1582062120.JPG
Programa de Aprendizagem Profissional Jovem Aprendiz retorna às atividades
18
Fevereiro
2020 Cascavel
1582061998.jpg
FAG Toledo organiza recepção para acolher acadêmicos no retorno das aulas
18
Fevereiro
2020 Toledo
1581974636.JPG
Cerimônia do Jaleco marca recepção dos calouros de Medicina
17
Fevereiro
2020 Cascavel
1581972348.jpeg
Reunião entre professores de Engenharia Civil e Arquitetura e Urbanismo define parceria para atividade interdisciplinar
17
Fevereiro
2020 Cascavel